Política

Como afago, Kiki Bispo deve ser primeiro vice-presidente da CMS

[Como afago, Kiki Bispo deve ser primeiro vice-presidente da CMS ]
23 de Outubro de 2018 às 12:11 Por: Gilberto Júnior/Arquivo/BNews Por: Fernanda Chagas0comentários

O vereador Kiki Bispo (PTB), que abriu mão de disputar a presidência da Câmara Municipal de Salvador para apoiar o candidato Geraldo Júnior (SD), deve ser o 1º vice-presidente da Casa. Hoje, o posto é ocupado por Isnard Araújo (PHS). O petebista ocupa a 2ª vice-presidência.  

Conforme apurado pelo BNews, outro cargo que já está definido na Mesa Diretora é o de corregedor. A função hoje ocupada pelo pessedista Edvaldo Brito deve ficar com o democrata Duda Sanches, vice-líder do governo.

Ao todo, são dez funções, e as costuras estariam sendo feitas em alta, levando em conta que a eleição foi antecipada para o dia 31 de outubro, próxima quarta-feira. Anteriormente, estava marcada para o dia 19 de dezembro. 

No rol dos acordos, o controle do setor de comunicação da Casa deve passar para as mãos do republicano Luiz Carlos, ligado à Igreja Universal. Ele deve ser o secretário de Comunicação e dirigirá as estruturas da TV Câmara, rádio e site.

Trata-se de uma recém-criada acomodação aos moldes da que já existe na Câmara Federal, comandada pelo deputado federal, Márcio Marinho (PRB). 

No caso de Kiki, essa seria uma condição para que ele renunciasse à disputa acordada em reunião com o prefeito ACM Neto (DEM) e o vice, Bruno Reis (DEM). No pacote, estaria ainda o apoio de Geraldo para sucedê-lo na presidência ao final de 2020, o que foi negado

“Nego que houve qualquer tipo de acordo deste aspecto. Foi uma conversa cordial com os postulantes e o prefeito, ontem. Não houve acordo nesse aspecto para 2020 e 2022. Até porque todos os candidatos a presidente sabiam que quem será eleito agora será reeleito em 2020. Inclusive, a eleição e Geraldinho o credencia como forte candidato a vice-prefeito”, disse também ao comentar sobre sua reeleição. “O meu sonho da presidência ficou para trás, vamos buscar novos projetos e vida que segue”, disse ao BNews.

Geraldo Júnior se tornou o candidato único ao conquistar 42 votos declarados, número mais do que suficiente para ser o substituto de Leo Prates (DEM). 
 
Composição atual da Mesa Diretora: 

Presidente: Léo Prates (DEM)
1º vice-presidente: Isnard Araújo (PHS)
2º vice-presidente: Kiki Bispo (PTB)
3º vice-presidente: Orlando Palhinha (DEM)
1º secretário: Toinho Carolino (PTN)
2º secretário: Joceval Rodrigues (PPS)
3º secretário: Tiago Correia (PSDB)
4º secretário: Ana Rita Tavares (PMB)
Corregedor: Edvaldo Brito (PSD)
Ouvidor: Suíca (PT)
Ouvidora substituta: Cátia Rodrigues (PHS)

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas