Mais de 30 prefeitos da Bahia são investigados pelo MP por nepotismo


Por Redação BNews

O quadro de prefeituras dos municípios baianos conta com pelo menos 31 gestores que descumprem a legislação e nomeiam familares em secretarias e cargos comissionados, conforme levantamento do jornal Correio, com auxílio do Ministério Público (MP-BA). A apuração identificou irmãos, tios, esposas e maridos empregados pelos gestores. 
 
De acordo com o Supremo Tribunal Federal (STF), a ação configura a prática de nepotismo, quando se favorece parentes na administração pública. Os casos levantados são investigados pelo MP e a maioria já teve recomendação para que os gestores exonerem os parentes.
 
Foram identificadas irregularidades em cidade como Itabuna, Biritinga, Brumado, Teodoro Sampaio, Morro do Chapéu, Santa Bárbara, Eunápolis, Dom Basílio, Itiruçu, Serrinha, Umburanas, Teixeira de Freitas e mais sete municípios da região de Jacobina, entre outras.
 
Dos 31 municípios investigados pelo MP, dez já têm a situação resolvida, seja por sentença judicial ou pelos próprios prefeitos terem atendido as recomendações dos promotores. Em 21 municípios, por outro lado, os prefeitos mantêm os familiares e as investigações ainda estão em andamento. 

COMENTÁRIOS

Leticia - 23/07/2017 - 15:19
Em Milagres e Nova Itarana os prefeitos colocaram os familiares quase todos.

Carregar mais comentários.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Esporte

Bahia vence o Vasco e se afasta do Z4

Esporte

Pra se distanciar do Z4, Bahia e Vasco se enfrentam na Arena Fonte Nova