Janot deve propor saída para separar caixa 2 e corrupção


Por Redação BNews | Fotos: Igo Estrela/Folhapress

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai oferecer uma solução judicial para dezenas de políticos acusados exclusivamente de caixa 2, sem um ato correspondente de corrupção. De acordo com o jornal Valor Econômico, Janot vai propor a chamada suspensão condicional do processo. Trata-se de um acordo no qual o Ministério Público sugere a antecipação de uma pena alternativa à prisão, como pagamento de multa e prestação de serviços comunitários. 
 
O benefício é previsto em lei e só vale para réus primários e quando a pena mínima a ser aplicada não for superior a um ano de prisão. Ainda de acordo com o Valor, cerca de metade dos 98 políticos investigados na lista de Fachin poderiam se qualificar. 
 
Trata-se da tão esperada separação do joio do trigo na Operação Lava Jato, termo que vem sendo constantemente repetido por políticos temerosos que Janot iguale caixa 2 a propina.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

'Nada nos destruirá', diz Temer às vésperas de denúncia de Janot

Política

Janot avalia apresentar denúncias em série para minar fôlego de Temer na Câmara

Política

PGR deve denunciar Temer como "chefe de organização criminosa"

Política

Oposição demonstra preocupação com próximo procurador-geral da República

Política

Sucessor de Janot pode revogar perdão a Joesley, dizem ministros do STF