Coronel e Luiz Augusto refutam participação em prévia para presidência da AL-BA


Por Alexandre Galvão

A proposta de “prévia” na base do governo para escolher o candidato da base que concorrerá à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) não foi bem recebida por Luiz Augusto (PP) e Ângelo Coronel (PSD). 
 
Em entrevista ao Bocão News, Coronel afirmou ter sido “pego de surpresa” com a proposta apresentada pelo vice-governador João Leão (PP). “Sou da teoria que as candidaturas têm que ir até o fim. Não há necessidade de prévia. A eleição é daqui há pouco. Não pode retirar quem quer concorrer”, defendeu, ao pedir que pessoas externas ao processo não interfiram. 
 
O deputado afirmou ainda que não sabe se a proposta beneficia o atual presidente da Casa, Marcelo Nilo (PSL). “Não posso analisar assim, se favorece Marcelo. Estou sendo pego de surpresa, mas quem vota na assembleia são 63 deputados e não só 42”, apontou, ao ressaltar a importância da oposição no processo. 
 
Luiz Augusto, porém, foi mais enfático. Na visão do parlamentar, Nilo sairia em vantagem com a prévia. “Ele tem o apoio do PT e do PSL. Já sai aí com uns 20 votos de 42. Eu sei fazer conta”, avisou. 
 
Para Augusto, a proposta mostra que “Nilo já está sabendo que irá perder”. “Ele já está admitindo que vai perder. Ele não vai achar uma fórmula para me tirar e nem tirar Coronel”, reclamou. 
 
Matéria relacionada:
 
 
Matéria originalmente publicada às 12h40 do dia 7 de janeiro

 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Se meu partido quiser marchar com ACM Neto, marcharei sem problema, diz Coronel

Política

ALBA contrata empresa para voos de helicóptero a R$ 8 mil por hora

Política

Servidores da AL-BA ficam sem ônibus após empresa não pagar motoristas

Política

Coronel nega que helicóptero estivesse em situação irregular