Polícia

Mudanças na polícia baiana: Cai comando da Casa Militar e da PM

[Mudanças na polícia baiana: Cai comando da Casa Militar e da PM ]
11 de Julho de 2013 às 13:30 Por: Redação Bocão News0comentários
Nesta quinta-feira (11) o Coronel Rivaldo Ribeiro dos Santos, de 57 anos, chefe da Casa Militar da Bahia teria deixado o cargo que geria na corporação desde 2011. Nos corredores da policia baiana comenta-se ainda que o comandante geral da PM, Coronel Castro, seria exonerado para assumir a Casa Civil. Um forte candidato ocupar o posto seria o também coronel Eleutério. 

Entre outras atividades, o chefe da Casa Militar assistia o Governador nos assuntos militares, policiais-militares, de segurança e de defesa civil, representar o governador em cerimônias especiais e planejar, organizar, dirigir e executar os serviços de segurança interna e externa dos Palácios, da residência oficial do governador e das repartições governamentais.

O coronel Rivaldo

Ingressou na PM em 1972. Foi comandante do 7º Batalhão da PM, no Barbalho, subcomandante do Esquadrão de Motocicletas, comandante do Corpo de Alunos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, e diretor da Academia de Polícia Militar. Pós-graduado em Política e Estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, ele fez o curso de Aperfeiçoamento de Oficiais na Escola Superior de Polícia Militar do Rio de Janeiro.


Coronel Carlos Eleutério Filho
 
Nascido no Piauí, o coronel Eleutério tem 56 anos e ingressou na PM em 1972, é casado e pai de dois filhos. É formado em Administração de Empresas pela Universidade Católica de Salvador e possui especialização em Direitos Humanos pela Fundação Escola do Ministério Público / Faculdade 2 de Julho. Na PM, já foi comandante do Policiamento Regional da Capital – Atlântico e Diretor do Departamento de Apoio Logístico da Corporação. Atualmente, é o Auditor Chefe da PM.


Coronel Alfredo Castro
 
Com 51 anos e casado, o coronel Castro é o atual coordenador da Coordenadoria de Missões Especiais (CME), foi admitido na PM em 1978. De lá pra cá, entre outras funções, foi instrutor dos cursos de Especialização em Gestão Estratégica em Segurança Pública e de Formação de Oficiais; comandante, por duas vezes, do 12º BPM/Camaçari; e Comandante do Batalhão de Polícia de Choque. Em 2009, fez o curso superior de Inteligência Estratégica, na Escola Superior de Guerra, no Rio de Janeiro.


Publicada no dia 11 de julho de 2013, às 18h24

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas