Polícia

Policial que atirou em ator do Bando de Teatro Olodum responderá nas esferas penal e administrativa

[Policial que atirou em ator do Bando de Teatro Olodum responderá nas esferas penal e administrativa]
14 de Junho de 2018 às 10:15 Por: Vagner Souza \\ Bnews Por: Vinicius Ribeiro e Chayenne Guerreiro0comentários

A corregedora chefe da Polícia Civil, Katia Brasil, afirmou em entrevista ao BNews nessa quinta-feira (14), que o tiro que atingiu o ator do Bando de Teatro Olodum, Leno Sacramento, dado por um policial civil, teria acontecido após o ator ser abordado e não parar mesmo após a voz de comando do agente. 

“Os policiais disseram que tinham uma suspeita em relação a uma denúncia de que tinha ocorrido naquela região um roubo e que duas pessoas estavam a bordo de bicicletas. Então eles abordaram essas pessoas, deram a voz para que eles parassem, um deles atendeu e parou e o outro não”, explicou.

Ainda segundo a corregedora, a reação do policial de atirar no possível suspeito não é o ideal. “Essa conduta não é a ideal. Nas academias de polícia se aprende que atirar é o último recurso. Eu como corregedora, não estou aqui nem para defender, nem para acusar. Temos que apurar a verdade dos fatos como eles aconteceram. Por isso é fundamental vermos as imagens, ouvir a vítima, ainda é tudo muito embrionário”, pontuou.

A equipe da Polícia Civil envolvida na ocorrência que resultou em disparos de arma de fogo que atingiram o ator Leno Sacramento, 42 anos, do Bando de Teatro Olodum, responderão duplamente, nas esferas administrativa e penal.

Entenda o caso

Leno Sacramento estava em uma bicicleta, na companhia de um amigo, próximo ao Forte de São Pedro, quando os policiais chegaram em um carro e abordaram a dupla pedindo que parassem e, em seguida, atiraram contra os rapazes. 

O ator, que foi atingido de raspão na perna, foi levado ao Hospital Geral do Estado (HGE) e passa bem. 
Leno Sacramento faz parte do Bando de Teatro Olodum desde 1996, e, espetáculos como Áfricas, Cabaré da Raça e Ó Paí, Ó. O artista também atua em montagens solo, produções audiovisuais no YouTube, é musico e ensina capoeira no grupo Anjos de Angola.
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas