Fraude

PDG transforma sonho da casa própria em pesadelo

[PDG transforma sonho da casa própria em pesadelo]
06 de Maio de 2012 às 11:46 Por: Adelia Felix0comentários

Aborrecidos por conta da não realização do sonho da casa própria, clientes da Construtora PDG, que adiquiriram apartamentos de luxo nos condomínios Ikê, Tamari, localizados no Imbui, e Pátio Jardins, que fica no bairro de Brotas, decidiram fazer outro protesto. Desta vez, o cenário foi o stand de vendas da empresa no Feirão da Casa Própria da Caixa , que acontece desde sexta-feira (5) e segue até domingo (6), no Centro de Convenções de Bahia.

O corretor de imóveis Nei Menezes, que comprou um apartamento em 2007 e até hoje não recebeu as chaves do investimento, revelou a reportagem do Bocão News, que os clientes tentam negociar com a construtora que insiste em desrespeitá-los.

"A gente tenta conciliar. E o que pedimos é o cumprimento do memorial descritivo da obra, prometem um tipo de material no apartamento e quando vamos conferir é outro, e inferior. Tentamos negociar com diretores, que dizem que tudo está correto, tudo perfeito, tudo normal. Eles insistem dizer que há problema algum, e o que nós recebemos são apenas respostas evasivas. Um total desrespeito com o cliente", desabafou.

Outra cliente da PDG, Débora Dória, que adquiriu um apartamento em 2008, não confia mais nos prazos que a construtora dá desde o período de atraso das entregas.

“Comprei um apartamento no condomínio Tamari em 2007, e o prazo de entrega era em dezembro de 2010. Recebi várias prorrogações e nenhuma foi cumprida. Agora, eles prometeram entregar em julho deste ano, mas pelo estado das obras, mais uma vez não vão cumprir. Nós somos trabalhadores, pais de famílias. Nós temos o dever de alertar outras famílias a não caírem nessa. Eles brincam com nossos sonhos, e a gente vai mostrar a outra face da PDG", relata Dória
A previsão é que as torres Ikê e Tamari sejam entregues em julho deste ano, já o Pátio Jardins deve entregue em fevereiro do ano que vem.


Vereador Sandoval Guimarães faz projeto de indicação

Durante o protesto, foi apresentado pelos manifestes o projeto de indicação de número 35/12, ao prefeito João Henrique, de autoria do vereador Sandoval Guimarães (PMDB). O projeto "alerta a população sobre o perigo de comprar um empreendimento dessa empresa", além de considerar que "várias obras estão com mais de 18 meses de atraso, para entrega das unidades.

O texto coloca ainda que cabe a prefeitura "regulamentar as concessões de alvarás de construção, para novos empreendimentos habitacionais", ou seja, que não deve ser expedido por meio da Sucom, "licenças de construção, nem alvarás para a Construtora PDG, nem habite-se até que as irregularidades sejam sanadas".

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas