Denúncia

Base Empreendimentos não paga funcionários e TJ aciona MPT contra terceirizada

[Base Empreendimentos não paga funcionários e TJ aciona MPT contra terceirizada]
13 de Junho de 2018 às 12:34 Por: Reprodução Por: Redação BNews0comentários

Três meses de atraso no pagamento dos salários e nenhuma satisfação aos trabalhadores. Esta foi a denúncia que chegou até a redação do BNews contra a Base Empreendimentos, empresa terceirizada de Salvador  especializada na área de Engenharia Civil, Locação de Mão de Obra em Geral, Conservação e Limpeza Predial e Pública, Locação de Veículos. 

Segundo alguns funcionários que prestam serviço pela Base no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-Ba) e preferiram não revelar a identidade, a empresa atrasa os salários há três e "simplesmente não justifica ou dão prazo para pagamento. Não sabemos mais o que fazer porque temos a pagar", disse uma funcionária.

A reportagem tentou falar com a empresa no telefone de contato disponibilizado no site oficial da Base, mas as ligações não foram atendidas.


 

Procurada, a assessoria de imprensa do TJ informou por meio de nota que o Tribunal tem somado esforços para regularizar a situação com os trabalhadores terceirizados da empresa Base Empreendimentos LTDA.

"O repasse tem sido executado regularmente pelo TJBA, mas após receber reclamação dos funcionários em relação aos salários atrasados, realizou todos os procedimentos necessários e, de acordo com a lei, tem adotado as seguintes providências:
Em 1º de junho houve uma mediação com o MPT – Ministério Público do Trabalho para regularizar a situação no prazo de 15 dias;
O Tribunal iniciou os trâmites para rescisão do contrato com a empresa citada em função do descumprimento contratual e dos transtornos causados;
O salário de abril deve ser pago no prazo estabelecido pela mediação com o MPT;


Durante a execução do contrato, a empresa não manteve o cadastramento regular, causando impedimento para quitação das faturas. Vamos continuar somando esforços para solucionar esta situação que causou o atraso no pagamento dos salários dos terceirizados, reforçando que o TJBA em nenhum momento deu causa a esta situação".
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas