Política

Reagindo às negativas para soltura, Lula pede provas contra ele e reafirma: "sou candidato a presidente"

[Reagindo às negativas para soltura, Lula pede provas contra ele e reafirma:
12 de Julho de 2018 às 11:23 Por: Reprodução Por: Redação BNews0comentários

O ex-presidente Lula teve a foto e aspas divulgadas através de postagem feita no instagram oficial do Partido dos Trabalhadores (PT), na qual afirma que "não cometi nenhum crime, por isso, até que apresentem pelo menos uma prova material que macule minha inocência, sou candidato a presidente". 

A postagem é uma reação do partido, que busca reforçar a candidatura do petista após as recusas pelo pedido de liberação de Lula da prisão. 

Na quarta-feira (11), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu mais 105 pedidos de habeas corpus para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula está no centro de uma batalha de decisões judiciais que começou no domingo, com o desembargador do TRF-4 Rogério Favreto mandando soltá-lo e terminou com o despacho da presidente do STJ, Laurita Vaz, no qual ela afirma que a decisão causou um “tumulto processual sem precedentes”.

Na segunda-feira (9), a Corte recebeu 146 pedidos de habeas corpus, de pessoas comuns, em favor de Lula. Hoje, ela negou, em bloco, os que ainda faltava. Os 105 pedidos que chegaram ao tribunal hoje são todos iguais, apenas impetrados por pessoas diferentes. 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STJ a abertura de um inquérito para investigar a conduta do juiz federal Rogério Favreto, do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Como plantonista, o juiz deu ordem no domingo (8) para soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dodge apontou suspeitas do crime de prevaricação (cuja pena prevista é de 3 meses a um ano de detenção) e sustentou que Favreto agiu para “satisfazer a interesse ou sentimento pessoal”.

A decisão do juiz plantonista foi depois revertida pelo presidente do TRF-4, Thompson Flores, após movimentação do juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas