Política

“Professor que não for dar aula terá ponto cortado”, diz Neto sobre greve

[“Professor que não for dar aula terá ponto cortado”, diz Neto sobre greve]
12 de Julho de 2018 às 11:11 Por: Guilherme Reis Por: Guilherme Reis e Chayenne Guerreiro0comentários

O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou durante entrevista ao Bnews nessa quinta-feira (12), que a prefeitura vai cortar o ponto dos professores da rede municipal de ensino que não forem dar aula.

Segundo Neto, a greve faz parte de um movimento político. “Ontem obtivemos êxito em um funcionamento de 70% das escolas municipais. Apenas 7% das escolas ficaram fechadas. É um movimento político sem nenhuma razoabilidade. A prefeitura colocou na mesa um aumento de 2,5% para os servidores da educação, ano passado já tínhamos conseguido 2,5%, menos de um ano depois estamos oferecendo mais 2,5%, então não tem nenhum motivo para a greve existir, é uma greve política e assim será tratado. Professor que não for dar aula terá ponto cortado”, explicou.

O prefeito contou ainda que solicitou que a folha de pagamento do mês de julho só seja fechada no dia 20. “Determinei que a folha do mês de julho só seja fechada no dia 20, então quem faltar já vai ter o salário desse mês cortado. A prefeitura não estará disposta a devolver os valores”, avisou.

Os professores da rede municipal de ensino de Salvador iniciaram, nesta quarta-feira (11), greve por tempo indeterminado. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), a categoria está em campanha salarial desde abril. Além do reajuste salarial de 12,41%, os professores pedem aumento de 10% no auxílio-alimentação, progressão de carreira e eleição do diretor escolar.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas