Política

“A pancada vai ser grande e prepara o lombo”, provoca Zé Neto sobre disputa de Rui com ACM Neto  

[“A pancada vai ser grande e prepara o lombo”, provoca Zé Neto sobre disputa de Rui com ACM Neto  ]
21 de Fevereiro de 2018 às 21:07 Por: Arquivo / BNews Por: Victor Pinto0comentários

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado estadual Zé Neto (PT), demonstrou extrema confiança na eventual reeleição do governador Rui Costa (PT) na disputa das urnas neste ano. Para o petista, diferente das pesquisas que foram divulgadas na imprensa que mostram o prefeito ACM Neto (DEM) na liderança, levantamentos de consumo interno demonstram outro cenário. 

“Quais pesquisas? De quem é? Não vou entrar nisso. As pesquisas que a gente tem dá outra coisa. A viola não toca como eles tavam dizendo. Tanto que eu dizia desde o começo: a pancada vai ser grande e prepara o lombo que vai ser de primeira. Tem que andar, tem que se dispor, tem que acordar cedo e dormir de madrugada, tem que suar, tem que se misturar com o povo do interior, tem que abraçar a causa das dificuldades da Bahia”, provocou durante entrevista ao programa Se Liga Bocão da Itapoan FM nesta quarta-feira (21).

Zé Neto, que é pré-candidato a deputado federal, também disse acreditar que Neto não correrá o risco de perder a prefeitura de Salvador, pois terá que renunciar para concorrer o governo do Estado, tendo, segundo o petista, a ciência de não vencer a disputa de 2018.

Questionado sobre a força que o nome do seu adversário local, prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM), tem ganhado para assumir o lugar de ACM Neto, o líder do governo afirmou que o sucesso que o democrata obteve em território feirense foi graças ao PT.

“O de lá, deixa eu te dizer, o grande cabo eleitoral dele (Zé Ronaldo), a vida toda, fomos nós do PT.  Zé Ronaldo ganhou uma eleição quando era líder do governo na Assembleia. Ele ganhou em 2000 e 2002 Lula ganhou eleição. Daí vem: Feira foi a primeira cidade do Brasil a ter SAMU, 45 mil casas Minha Casa, Minha Vida, botamos R$ 350 milhões de saneamento básico, de 45 para 97% a cobertura de energia no campo e tudo isso projetos do PT que ele conseguiu tomar para si”, comentou. 
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas