Polícia

Operação Máscara II prende estelionatários em Salvador

[Operação Máscara II prende estelionatários em Salvador ]
18 de Maio de 2012 às 16:04 Por: Redação Bocão News0comentários
Seis estelionatários foram presos na manhã desta sexta-feira (18) durante o cumprimento de mandatos de prisão e busca e apreensão na Operação Máscara II, em Salvador. A ação conjunta envolvendo agentes da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap), Ministério Público (MP) e Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) desmantelou a quadrilha liderada por Antônio Marcelo dos Santos, o “Caolho”, que comandava o grupo de dentro do presídio na capital baiana.

A delegada Débora Freitas, titular da Dececap, explica que o grupo atuava com o auxilio de informações sigilosas do sistema da Sefaz.
“Os integrantes da quadrilha se passavam por advogados ou até mesmo por auditores fiscais para dessa maneira negociarem as dívidas com os contribuintes baianos”, disse a delegada.

Segundo a superintendente de Administração Tributária da Sefaz, Cláudio Meirelles, a estimativa é de que desde o ano de 2007 a organização criminosa lesionou os contribuintes baianos em mais de R$ 2 milhões.  A Sefaz identificou mais de 40 empresas que caíram no golpe.

A partir de 2011, a fraude vem se desenvolvendo apenas com informações obtidas do Diário Oficial do Estado da Bahia, impresso ou via internet, onde são publicadas as pautas do Conselho de Fazenda Estadual (Consef).
 

A ação é continuidade da Operação Máscara I, deflagrado em 2010, que culminou na prisão de Antônio Marcelo. O acusado já tinha sido preso na Operação Lagarto em 2008. Segundo a polícia em novembro do ano passado uma decisão judicial determinou que “Caolho” fosse transferido para um presídio federal de segurança máxima, mas nunca foi cumprido, em função dos advogados do acusado sempre recorrer à justiça. “A Secretaria de Segurança Pública vai recomendar a transferência do acusado para o presídio de segurança máxima federal, em Catanduvas, no Paraná”.

O objetivo da ação é o cumprimento de sete mandatos de prisão. André Talles Souza, José Carlos Barbosa e Adson Souza Silva foram encontrados e encaminhados para a sede do Centro de Operações Especiais da Polícia Civil do Estado da Bahia (COE), no Aeroporto de Salvador. Outros três acusados já estavam presos e o sétimo integrante da quadrilha está morto. Todos os acusados serão transferidos para a Unidade Especial Disciplinar (UEB), complexo da Mata Escura.

Antonio Marcelo e seus comparsas foram indiciados pela prática dos crimes de estelionato, tráfico de drogas, tráfico de armas e homicídios, praticados do interior do Complexo PLB.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas