Polícia

Major chama Igor Kannário de irresponsável e mau exemplo para os jovens

[Major chama Igor Kannário de irresponsável e mau exemplo para os jovens]
28 de Janeiro de 2014 às 06:13 Por: Alessandro Isabel (Twitter @alesandroisabel)0comentários
Igor Kannário – apelidado de
Príncipe do Guetto – foi mais uma vez conduzido para uma delegacia. A ocorrência foi registrada na tarde de domingo (26), na rua do Progresso - bairro do Curuzu, local escolhido pelo cantor para gravar o clip da música de trabalho ‘Sai da frente que lá vem a zorra’.

O comandante da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), Maj. Carlos Humberto, responsável pelo policiamento na área, informou que Kannário foi levado para a unidade policial depois de desacatar um policial que atendia denúncias de ‘perturbação do sossego público’.

Durante entrevista para a Rádio Sociedade da Bahia, na manhã desta segunda-feira, Maj. Humberto disse que a produção do cantor não fez a solicitação de policiamento para o evento no prazo. “Ele (Igor Kannário) precisa entender que vivemos em um país democrático e que as leis devem ser cumpridas. Foi irresponsabilidade dele que nos informou em cima da hora”.

Ainda segundo o comandante, a produtora responsável pela gravação do clip não tinha autorização da prefeitura de Salvador, por meio da SUCOM - Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município -, para a promoção do evento em área pública.

Em entrevista para a Record Bahia, Kannário justificou a ‘festa’ ao afirma que ‘não se tratava de um evento’. De acordo com o cantor a gravação do clip foi escolhida para ser feita na rua onde ele nasceu e se criou e não provocou nenhum tipo de transtorno por não ser aprincipal via do bairro.

O maj. Humberto desmentiu o cantor ao afirmar que os policiais foram ao local atender aos chamados de moradores que ficaram impossibilitados de trafegar pela via, além do barulho que estaria incomodando. "Fomos garantir o direito de ir e vir dos moradores. Ele foi desrespeitoso para com os policiais e foi convidado para comparecer à delegacia. O Cristiano - nome de Igor Kannário - é um mau exemplo para os jovens e deve entender que a Lei é feita para ser cumprida". Igor Kannário prestou esclarecimentos na Central de Flagrantes, nos Barris, e depois foi liberado.

Kannário ainda falou sobre as polêmicas que envolvem incentivo a violência e condução de veículo sem habilitação. Segundo o cantor, ele é perseguido pela policia e por esses motivos sempre é levado para a delegacia. Também disse que ‘nunca vai tirar habilitação’ e resolveu contratar um motorista particular.

CONFIRA A GALERIA DO BOCÃO NEWS


Matérias relacionadas

 
 
 
 


Publicada no dia 27 de janeiro de 2014, às 8h18

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas