Brasil

Advogados vão ao CNMP contra juiz e promotor que obrigaram mulher a fazer laqueadura

[Advogados vão ao CNMP contra juiz e promotor que obrigaram mulher a fazer laqueadura]
14 de Junho de 2018 às 07:18 Por: Folhapress Por: Redação BNews0comentários

Um grupo de advogados foi ao Conselho Nacional do Ministério Público contra o juiz Djalma Moreira Gomes Junior e o promotor Frederico Barruffini, segundo a coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo. Os dois atuaram no caso que culminou com a esterilização compulsória de uma moradora de rua de Mococa, em São Paulo.

Ainda de acordo com o jornal, a representação, que tem entre os signatários o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e os criminalistas Alberto Toron, Celso Antônio Bandeira de Mello e Roberto Podval, diz que o caso, “cuja gravidade atroz dispensa qualquer digressão”, “violou direitos perpetrado e levou o Brasil ao escândalo internacional”.

Relacionadas
Juiz e procurador ordenam esterilização de moradora de rua em São Paulo
Esterilização de moradora de rua foi consentida e ela não se arrepende, diz OAB

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas