Política

Lá vem trapaça

[Lá vem trapaça]
08 de Maio de 2017 às 09:24 Por: José Medrado*0comentários

Aqui em BNews , no último dia 4, foi postada uma notícia de que uma comissão especial foi criada naquela “quinta-feira (4), a partir de ato assinado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O colegiado vai analisar uma proposta de emenda constitucional (PEC) apresentada pelo deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), que estabelece a simultaneidade nas eleições para todos os cargos majoritários, além da duração de cinco anos dos mandatos para os cargos de presidente da República, governadores, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores. Senadores teriam um mandato de dez anos”. Inusitado, no entanto, é que a tal proposta estava parada desde 2003, e que agora passou a ter tramitação urgente na Câmara.

Nós, os que temos mais de 50 anos, temos visto ao longo desta caminhada por estas terras de nosso Bom Deus, os tais “representantes do povo” perderem completamente o senso de constrangimento, de vergonha, passando agir naturalmente com um cinismo ultrajante.

Não há mais qualquer preocupação em ser considerados traidores do povo. Qual nada. A preocupação é fazer da farinha pouca, o pirão deles primeiro. Claro que a manobra evidencia por si só interesses corporativistas, de manutenção no cargo por mais tempo, onde cada um guarda o seu motivo para esta preocupação. É evidente que neste caldeirão de interesse está a Operação Lava Jato. Não tenho dúvidas de que eles não esperavam que ela fosse tão longe. Quem não se lembra da primeira manifestação pública de Marcelo Odebrecht, falando que orientava as duas filhas a não serem dedo-duro...etc...? E que ele não faria nunca uma delação premiada. Pois, sim. Foi-se aquela conversa bonita toda.

É indispensável que a nossa cidadania seja exercitada sem o entorpecimento levado pelas brigas partidárias que verificamos, de um modo geral, nos dias de hoje, pois no mundo deles, os inimigos de hoje serão os amigos, aliados de amanhã, sem problema algum. Enquanto isto, na planície ficam os vassalos gritando “eles”,  “nós”, em fragoroso divisionismo em que se encontra a nossa nação.

Enquanto as torcidas brigam, digladiam-se, os senhores do tal poder fazem do Brasil e suas leis meros instrumentos de satisfação do que só a eles interessa.

Fiquemos atentos com tudo e todos.

*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas