Traficante comandou cerca de 30 homicídios


Por Tanara Régis


Líder comunitária e dona de uma frota de mototaxi. Esses eram apenas disfarces de Lúcia dos Santos Gomes (36), conhecida como Gorda, para ser na verdade a líder do tráfico na região do subúrbio ferroviário de Salvador. De acordo com Antônio Carlos Magalhães, delegado titular da 5ª C.P, a acusada é mandante de cerca de 30 homicídios que estão sob investigação.

O mais recente deles, a idosa Alaíde Queiroz dos Santos, de 70 anos, que foi assassinada com cinco tiros, no sábado (14), quando estava sentada em frente à porta de sua casa na rua Amazonas, em Praia Grande (subúrbio ferroviário).


Vizinhos que testemunharam o crime relataram a fuga dos bandidos em um carro modelo Fiat Stilo, cor Preta, placa JRC 2757. A polícia identificou que o veículo era de propriedade de Lúcia. O Stilo foi encontrado no domingo (15) estacionado no rio Sena (Periperi), próximo a casa de sua dona.

Os agentes foram até a residência da traficante e a surpreenderam com 68 pedras de crack, dois rádios comunicadores, um laptop e um revólver calibre 38.

Na casa também estavam o seu genro Deivison Conceição Santana, o “Lincoln”, o seu marido Alex Brito das Neves, o “Grilo”, e um menor de 17 anos, apontados pelas testemunhas como autores do homicídio contra dona Alaíde. Lincoln e o menor foram detidos, mas Grilo, acusado como autor de 8 homicídios, conseguiu fugir e ainda não foi capturado.

Foi tumultuada a apresentação coletiva da traficante, realizada na tarde desta segunda-feira (16), no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Lúcia ficou histérica e ameaçou os jornalistas e os delegados presentes no local. Ela nega a autoria dos crimes e afirma ser tudo armação da polícia.

Na ocasião, o delegado Antônio Carlos mostrou ainda uma foto encontrada na casa dela. Tratava-se da fotografia ampliada de um outro delegado, cuja identidade não foi revelada por questão de segurança.

A imagem foi capturada quando a TV transmitia uma entrevista dele. Provavelmente, um próximo alvo na mira da “Gorda” e de seus bandidos.

Guerra do Tráfico – Vingança. Segundo parentes de Edvandro Santos, uma das vítimas de Gorda, a ordem era “derrubar” a família do rapaz, neto de Alaíde. O relato é de um dos familiares que, amedrontado, preferiu não se identificar.

Edvandro, 21, foi assassinado. O seu corpo encontrado na praia de Periperi no dia 1º de maio deste ano. Segundo a polícia e os seus parentes, o rapaz vendia drogas para Gorda.


"Ela pensou que a família havia denunciado aos policiais o tipo de envolvimento entre eles. Mas isso não aconteceu, todos têm medo dela em Periperi, até as crianças", relata o parente do rapaz.

Houve troca de tiros durante prisão dos acusados assassinarem  Evandro. Deles, três foram mortos, um deles, conhecido como "Alvinho", era o cunhado de Lúcia.

Outro recente caso envolveu a irmã da "Gorda". Nancy Conceição, conhecida como "Nega", também foi morta, segundo a polícia, durante disputa de boca de fumo (ponto de venda para drogas). Na época, Lúcia prestou em depoimento que não tinha envolvimento com o tráfico.

"Não adianta apenas prender a Gorda. Tem muita gente com ela, pode-se dizer mais uns 20 bandidos. Ela usava a frota de mototaxi para entrega a domicílio das drogas", relata outra testemunha que não quis se identificar.

Foto: Roberto Viana // Bocão News

COMENTÁRIOS

anonimo - 10/03/2014 - 09:45
Esse dieguinho não era traficante Zé andava com ele,menino bom,era o mascote da bamor,mataram ele para queimar arquivo mas ele nao era envolvido com nda disso.ja vao fze 3 anos q ele se foi por essa injustica
fulano - 14/02/2014 - 18:27
ze Eduardo ela continua ainda com o trafico e quem comandaagora er um tal de linconh
Paulo Cesar - 27/06/2013 - 18:23
gostaria de dizer que nem tudo é so culpa do trafico ,mas a falta de oportunidades que os jovens das periferias não encontram apoios para sair da marginalidades ,fazem com que fiquem a espera de qualquer migalha e acabam se entregado ao mundo de crimes .os governantes só lembram do subúrbio na eleicão.nós clamamos quem mora no subúrbio também é gente.
liyuuuj - 17/11/2011 - 23:49
leoo morreu niguem+ ta nessa
pc - 14/10/2011 - 20:14
Até que enfim botaram a mão nesse Dieguinho...
anonimo - 01/07/2011 - 14:56
Boa tarde zé eu estive presente na morte de idosa de 70 anos moro na rua em que ela morou não me identifico por que essa mulher é muito perigosa os otários que trabalham para essa puta gorda que mataram a idosa e foi ela quem mandou mata Edvandro , Mateus conheçido como cabeça , Galego e muitos outros essa mulher nao mereçe so a prisão nao ela deve ser morta já fez muita gente sofrer isso é uma coisa que nao tem cabimento muitos parentes tendo que sair de seus aposento em ter culpa de nada pagando por uma coisa que nao vez ela já matou tanta gente e pior que foi um alivio ela ser pressa mais aque em praia grande sentimos muito medo ainda por que ainda tem quem faça por ela se existir no mundo alguma departamento de poliçia que sabe que essa mulher é uma vigarista asasina nao solta essa alma penada porque ela pode mata o dobro das pessoas que ela já matou enclusivel a maioria dos policias de periperi por que nao tiraram ela da cadeia aque em praia grande agente nao tem mais paz os familiares da idosa que ela matou são muito querido aque em praia grande e em qualquer lugar hoje essa humilde rua que era alegre vivi em desespero medo e angustia as 17H da tarde voçe não encontra mais ninguem na rua todos trancados em sua casa com medo de ser a proxima vitima dessa Gorda fica com Deus zé Eduardo pois PRAIA GRANDE nao tem mais paz fuuiz

Carregar mais comentários.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

Windows Media Player Winamp QuickTime Real Player

RELACIONADAS

Polícia

Vídeo: homens detidos mandam mensagem de natal para polícia

Interior

Itabuna: movimento de repúdio reúne policiais em caminhada

Cidades

Envie fotos e vídeos do estrago da chuva para o Bocão News

Polícia

Policial Civil morre em acidente na Orla de Salvador

Polícia

Bandidos são baleados e policiais libertam reféns na Subway da Lucaia