Dicas para o almoço da Semana Santa


Por Redação Bocão News

Já de olho no tradicional almoço da Semana Santa, a reportagem do Bocão News visitou dois dos pontos mais tradicionais do comércio informal baiano: a feira de São Joaquim e o Mercado do Peixe, na Cidade Baixa.


O objetivo foi verificar a qualidade e os preços dos produtos que compõem o cardápio do feriado. Em São Joaquim, quarenta quiabos saem por R$ 2, o cento por apenas R$ 5. O camarão seco graúdo é vendido por R$ 20. Mas, é possível encontrar o produto por preços que variam entre R$ 8 e R$ 15. O azeite de dendê, usado em moquecas, é encontrado por R$ 3 (300 ml), R$ 4 (500 ml) e R$ 8 (1litro).


No outro espaço, há peixes de todos os tipos e tamanhos. A variedade é grande e existem opções para todos os “bolsos”: badejo, cação, cavala, corvina, dourado, garoupa, pescada, vermelho, sardinha e arraia.

O mais vendido é o vermelho, que sai em média por R$ 17 o quilo. Entretanto, os mais humildes preferem a sardinha, comercializada por R$ 8. A dica é priorizar produtos frescos, com boa aparência e acomodados em locais limpos.


Os preços são pré-estabelecidos, mas é importante destacar que na hora de fechar negócio a pechincha pode fazer com que o cliente economize alguns trocados.

Fotos: Roberto Viana/Bocão News

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

Windows Media Player Winamp QuickTime Real Player

RELACIONADAS

Acidente

Veículo capota próximo à igreja no Rio Vermelho e pessoas ficam assustadas

Famosos

Vestida de noiva, Lívia Andrade posa no Rio Vermelho

Política

Tinoco culpa Rui Costa por atraso em obras na Feira de São Joaquim

Política

Elias Dourado permanece à frente da Sudesb, confirma Álvaro Gomes