Dicas para o almoço da Semana Santa


Por Redação Bocão News

Já de olho no tradicional almoço da Semana Santa, a reportagem do Bocão News visitou dois dos pontos mais tradicionais do comércio informal baiano: a feira de São Joaquim e o Mercado do Peixe, na Cidade Baixa.


O objetivo foi verificar a qualidade e os preços dos produtos que compõem o cardápio do feriado. Em São Joaquim, quarenta quiabos saem por R$ 2, o cento por apenas R$ 5. O camarão seco graúdo é vendido por R$ 20. Mas, é possível encontrar o produto por preços que variam entre R$ 8 e R$ 15. O azeite de dendê, usado em moquecas, é encontrado por R$ 3 (300 ml), R$ 4 (500 ml) e R$ 8 (1litro).


No outro espaço, há peixes de todos os tipos e tamanhos. A variedade é grande e existem opções para todos os “bolsos”: badejo, cação, cavala, corvina, dourado, garoupa, pescada, vermelho, sardinha e arraia.

O mais vendido é o vermelho, que sai em média por R$ 17 o quilo. Entretanto, os mais humildes preferem a sardinha, comercializada por R$ 8. A dica é priorizar produtos frescos, com boa aparência e acomodados em locais limpos.


Os preços são pré-estabelecidos, mas é importante destacar que na hora de fechar negócio a pechincha pode fazer com que o cliente economize alguns trocados.

Fotos: Roberto Viana/Bocão News

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

Windows Media Player Winamp QuickTime Real Player

RELACIONADAS

Entretenimento

Neto LX anima Feira de Caxixis durante Semana Santa

Entretenimento

Danniel Vieira leva o melhor do sertanejo para o Rio Vermelho

Polícia

Lutador de MMA é preso com maconha no Rio Vermelho

Política

No vermelho: governador diz que situação financeira do Estado é difícil