Jaques Wagner puxa orelha de petistas em entrevista


Por Alessandro Isabel (Twitter: @alessandroisabel)

O governador Jaques Wagner deu um belo ‘puxão de orelha’ nos correligionários que insistem em antecipar a discussão sobre a sucessão para a disputa das eleições de 2014. “Tem que trabalhar muito e deixar de fazer palanque”, esbravejou o petista em entrevista ao radialista Mário Kértesz na manhã desta terça-feira (12).

“Sou contra a antecipação de candidatos. O PT tem quatro bons nomes apresentados e acho que para o nome se fortalecer com o partido, o governador, a presidente Dilma e Lula, tem que trabalhar muito”, disse o petista sobre a discussão envolvendo os pré-candidatos Luiz Caetano - ex-prefeito de Camaçari -, José Sérgio Gabirelli - secretario de Planejamento -, Rui Costa - secretário da Casa Civil -, e o senador Walter Pinheiro que estão na disputa interna para representar a sigla na sucessão de 2014.


Para deixar o suspense no ar, Wagner admitiu a possibilidade do PT não ter um representante na disputa pelo Palácio de Ondina. “Nós temos bons nomes dentro do grupo. Lidice, Otto, Marcelo Nilo. Espero que todos estes nomes possam manter unidade e, se tudo chegar bem em 2014, como está se desenhando vai ser bom para todos nós”, disse o petista que pretende manter a coesão das siglas aliadas, evitando que aconteça a nível estadual o que aconteceu nas eleição municipal de 2012, em Salvador, onde a base aliada se desprendeu e o candidato Nelson Pelegrino terminou sendo derrotado.

O governador ainda falou sobre o seu provável futuro político, já que deixa o governo no próximo ano. “A presidente Dilma gostaria que eu estivesse na Câmara dos deputados ou no senado. Estou conversando, e ela acha que é importante ter a minha presença lá. Não tenho obrigação de dar detalhes agora sobre o que devo fazer. Penso que tudo começará a ser definido a partir de outubro. Ainda e muito cedo”.

Sobre a relação dele com o prefeito ACM Neto (DEM), Wagner afirma que está tudo seguindo bem. “Minha relação com a ACM Neto está indo absolutamente normal. Obvio que ele é um adversário político, mas temos conversado, tem a reunião do metrô na quinta-feira. Minha relação com ele está boa, como também está boa com José Ronaldo”.

COMENTÁRIOS

anonimo - 12/03/2013 - 11:30
eu nunca mas voto no pt. e uma discaraçao esse partido,eu tenho uma prefeita rilza valetin,se vingano do povo de sao francisco do conde.tem um marido so liga pros minino da seleçao sub 17,olha que os mininos sao bonito que ,eu estranho que joaci e homem msesmo.vai ver como estar sao sao francisco.uma prefeita com tanto processo.um veriador,que estr envolvido no crime isso tudo e do partido da prefeita e do marido joaci

Carregar mais comentários.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Wagner coloca Lídice em segundo plano e reafirma pretensão ao Senado

Política

Jaques Wagner defende lista fechada em eleições

Política

Nunca teve conversa de ajuda, diz Wagner sobre relação com Odebrecht

Política

Jaques Wagner recebeu R$ 12 milhões em propinas, diz delator

Política

É um governo que só faz lenhar com o trabalhador, diz Wagner sobre terceirização