Marqueteiro de Temer recebeu R$ 3 milhões em propina da JBS na campanha de 2010


Por Redação BNews

O atual marqueteiro do presidente Michel Temer (PMDB), Elsinho Mouco, recebeu, na campanha de 2010, R$ 3 milhões em propina da JBS.  A informação foi passada aos procuradores da Lava Jato pelo dono do grupo, Joesley Batista, em sua delação premiada.

Segundo o site O Antagonista, o empresário comprovou os repasses com a apresentação de notas ficais. 

No ano de 2012, Michel Temer teria pedido mais R$ 3 milhões para a campanha de Gabriel Chalita, de quem Elsinho Mouco também era marqueteiro. 

Já em 2016, durante o processo do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT), o dono da JBS deu R$ 300 mil em espécie a Elsinho Mouco para que ele organizasse a defesa de Michel Temer na internet.

Matéria originalmente publicada às 10h10 desta sexta-feira (19)

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Temer recebe Raquel Dodge no Palácio do Jaburu

Política

Centrão avisa a Temer que não vai votar reforma da Previdência

Política

Temer pede ao Supremo suspeição de Rodrigo Janot

Política

Temer admite estudos sobre aumento da alíquota do Imposto de Renda

Política

Temer encontra Gilmar Mendes no Palácio do Jaburu