Marqueteiro de Temer recebeu R$ 3 milhões em propina da JBS na campanha de 2010


Por Redação BNews

O atual marqueteiro do presidente Michel Temer (PMDB), Elsinho Mouco, recebeu, na campanha de 2010, R$ 3 milhões em propina da JBS.  A informação foi passada aos procuradores da Lava Jato pelo dono do grupo, Joesley Batista, em sua delação premiada.

Segundo o site O Antagonista, o empresário comprovou os repasses com a apresentação de notas ficais. 

No ano de 2012, Michel Temer teria pedido mais R$ 3 milhões para a campanha de Gabriel Chalita, de quem Elsinho Mouco também era marqueteiro. 

Já em 2016, durante o processo do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT), o dono da JBS deu R$ 300 mil em espécie a Elsinho Mouco para que ele organizasse a defesa de Michel Temer na internet.

Matéria originalmente publicada às 10h10 desta sexta-feira (19)

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Temer comete gafe e chama rei da Noruega de rei da Suécia

Política

No STF, Fachin vota contra revisão da delação da JBS

Política

Temer afirma que relatório da PF é jurídico e não politico

Política

Otto Alencar comemora derrota do governo Temer: está liquidado