Possível delação de Palocci não assusta cúpula petista, garante deputado


Por Chayenne Guerreiro

O deputado federal Robson Almeida (PT), disse não temer a possível delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci. A afirmação feita durante o programa Se Liga Bocão, na rádio Itapoan FM, não contempla todos os petistas da época do governo Lula, período em que Palocci tinha acesso a Odebrecht.

“Não ouvi falar em delação do Palocci, como ele é réu investigado ele tem que prestar esclarecimentos. Ele nega qualquer operação envolvendo a Odebrecht e diz que está à disposição da justiça para revelar fatos que tenha conhecimento. A investigação tem que prosseguir. Se ele tem situações comprovadas ele tem que dar essa informação de forma publica e a investigação tem que prosseguir. Eu não temo que a verdade apareça”, afirmou.

Questionado se a possível delação não assusta seus colegas petistas, Almeida desconversou e disse ser contra uma condenação previa. “Eu não temo que a verdade apareça, mas acho que as pessoas têm que ter direito de defesa e quem errou tem que pagar pelos erros, mas a condenação previa é que é errado”, pontuou.

Nessa quinta-feira (20), Palocci acendeu o sinal de alerta de petistas e aliados ao sinalizar uma possível delação premiada. O político afirmou que possui informações que dariam “mais de um ano de trabalho” a Moro.

 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Justiça nega pedido de liberdade a Palocci

Política

Delação da OAS encolhe para que possa ocorrer antes da saída de Janot

Política

Bendine atuou para evitar delações, diz trecho do acordo da Odebrecht

Política

Palocci quer falar sobre quebra de sigilo de caseiro