Possível delação de Palocci não assusta cúpula petista, garante deputado


Por Chayenne Guerreiro

O deputado federal Robson Almeida (PT), disse não temer a possível delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci. A afirmação feita durante o programa Se Liga Bocão, na rádio Itapoan FM, não contempla todos os petistas da época do governo Lula, período em que Palocci tinha acesso a Odebrecht.

“Não ouvi falar em delação do Palocci, como ele é réu investigado ele tem que prestar esclarecimentos. Ele nega qualquer operação envolvendo a Odebrecht e diz que está à disposição da justiça para revelar fatos que tenha conhecimento. A investigação tem que prosseguir. Se ele tem situações comprovadas ele tem que dar essa informação de forma publica e a investigação tem que prosseguir. Eu não temo que a verdade apareça”, afirmou.

Questionado se a possível delação não assusta seus colegas petistas, Almeida desconversou e disse ser contra uma condenação previa. “Eu não temo que a verdade apareça, mas acho que as pessoas têm que ter direito de defesa e quem errou tem que pagar pelos erros, mas a condenação previa é que é errado”, pontuou.

Nessa quinta-feira (20), Palocci acendeu o sinal de alerta de petistas e aliados ao sinalizar uma possível delação premiada. O político afirmou que possui informações que dariam “mais de um ano de trabalho” a Moro.

 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Delação da JBS fugiu de roteiro de outros acordos

Política

Recheio da delação de dono da JBS ainda não veio à tona, dizem investigadores

Direto de Brasília

“Ele devia ter um gesto de dignidade e renunciar”, diz Robinson Almeida

Política

Delação da Odebrecht que citam Judiciário estão sob sigilo de Fachin