Lixo em Camaçari: Luiza Maia diz que Elinaldo usará poder para beneficiar amigos


Por Alexandre Galvão | Fotos: Gilberto Júnior / Bocão News

A deputada estadual Luiza Maia (PT) ironizou o fato da empresa do filho do ex-governador Paulo Souto (DEM) ter sido contratada para fazer a coleta de lixo em Camaçari, cidade governada por Antônio Elinaldo (DEM).

“Nenhuma novidade. Eu conheço a turma por trás do bicheiro. Eles vão fazer isso, usar o poder público para beneficiar amigos”, criticou.

Ainda de acordo com a deputada, “não existe motivo” para contrato emergencial. “Não tem motivo para contrato sem licitação. Ele vai usar a mesma filosofia de ACM: ‘rouba, mas faz’”, opinou.

Vitor Loureiro Souto, filho de Paulo Souto, é um dos sócios administradores da Naturalle Tratamento de Residuos Ltda. A empresa assume a coleta do lixo em caráter emergencial da cidade de Camaçari. O novo secretário de Serviços Públicos do Município (Sesp), Armando Mansur, chegou a anunciar a medida.

CUSTO - o contrato, de 90 dias, custará R$ 5,8 milhões mensalmente, R$ 1 milhão menos que os R$ 6,8 milhões/mês do contrato suspenso pela Justiça, que a gestão passada firmou em outubro.

Matéria relacionada:

 

COMENTÁRIOS

Diones Silva de jesus - 04/01/2017 - 19:47
Quanto eles contrata empresa pra roubar povo de camaçari muitos que trabalhava na limpec ficam tudo desempregado falta de competência a esses governo e prefeitos que entra na prefeitura de vez ajudar os povos faz e que os povos fiquem desempregado falta de consciência acham que só eles presiza de receber salario todo mês he?

Carregar mais comentários.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

São João

Toldos são arrastados por chuva e ventania no Camaforró

Polícia

Jovem mata pedreiro após ser ameaçado de ter vídeo íntimo revelado

Política

Itabuna: empresa que já teve aditivos milionários deve vencer licitação do lixo

Política

 Lula diz que será candidato para voltar a ver uma sociedade mais igual

Política

Não podemos considerar Salvador uma cidade dependente do IPTU, diz socialista