Maurício Barbosa: não passamos uma reunião sequer discutindo subsídios


Por Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)


O secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, disse que usar a questão da incorporação das gratificações como motivo para uma greve de policiais militares na Bahia é criar um factóide para justificar o movimento, já que a questão não foi debatida durante os sete meses de reuniões no grupo de trabalho. 

"Ficam criando factoides para que se desestabilize o clima de confiança. Temos todas as atas das reuniões e podemos provar que não gastamos uma sequer discutindo a questão dos subsídios. Foi me entregue uma minuta, de forma extemporânea, mas isso nunca foi tratado por eles como tema principal", disse Barbosa, em entrevista à Rádio Metrópole, nesta manhã. Segundo ele, a questão principal apontada pelos policiais sempre foi o descontentamento com relação à carreira e foi com isso que se gastou a maior parte das reuniões.

"Quem vende essa ideia, temos as atas para provar o contrário. Incorporação das gratificações não estava na pauta. Não somos contra, mas não tivemos tempo pra discutir isso". O secretário também defendeu a maior parte dos policiais, acusando algumas lideranças, sem citar nomes. "A gente sabe que o caos e a baderna interessa a pouquíssimas pessoas nesse processo".

O resultado das reuniões deve ser entregue a governador do estado em 10 de abril e, segundo o secretário, há duas semanas do processo finalizar, as lideranças do movimento continuam entregando sugestões. "É preciso ter responsabilidade e maturidade. Antes de tomarmos medidas mais enérgicas, estamos esgotando as vias diplomáticas. Há 7 meses dialogando", completou o secretário, citando as críticas que recebeu durante a greve de 2012, quando foi acusado de não dialogar com os policiais.

COMENTÁRIOS

Adnei Lordelo - 22/03/2014 - 22:46
Por que ninguém defende a PMBA? A Lei proíbe a polícia de fazer greve, mas ela não obriga o Estado a remunerar bem a categoria.O Juiz ganha bem, o Promotor ganha bem, o Delegado ganha bem, todos tem plano de carreira, o PM ganha uma esmola e não tem plano de carreira. Quero ver em qual das categorias citadas alguém leva 25 anos sem promoção na carreira. São os policiais que trabalham nas ruas e prendem os marginais que os outros membros da Justiça vão julgar, sem eles a Justiça não funciona.
Moises ferreira Lima - 19/03/2014 - 10:28
Esse governo é graça,ele diz que determinou a criação de uma equipe de modernização, ele foi pressionado pela categoria, ele quer falar sobre aumento? estou a 3 meses sem meu aumento, 01 de janeiro é data base da categoria eai? tudo já aumentou, escola, plano de saúde, cesta básica, etc etc, eai como fica? ano passado ele deu o aumento em junho, e apenas uma parte pois dividiu. queremos respeito JW.
M. SILVA - 19/03/2014 - 10:13
SERÁ QUE ELE SABE O QUE SIGNIFICA SUBSIDIO? EU ACHO QUE ELE ENTENDE MESMO E DE CONVERSA.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

Windows Media Player Winamp QuickTime Real Player

RELACIONADAS

Cidades

Para conter insegurança, base da PM será instalada no Roberto Santos

Famosos

Gugu paga R$ 2 milhões para entrevistar Suzane von Richthofen, afirma jornal

Famosos

Durante entrevista, Igor Kannário afirma ter mudado

Política

'Tinha ideais puros', diz Maurício Barbosa sobre Zezéu Ribeiro

Política

Maurício Barbosa se reúne com ministro da Justiça em Brasília