Na Sombra do Poder: a revolta do PSL e o passeio da fama em Salvador


Por Editoria de Política | Fotos: Reprodução

A revolta dos filiados

É... Quem diria... depois de sofrer o revés na presidência da Alba, o deputado estadual Marcelo Nilo (PSL) agora sofre pressão para deixar a presidência do PSL e se desfiliar. Alguns membros do partido criaram a campanha “Desfiliação Voluntária”, cujo principal garoto propaganda é o ex todo poderoso do Legislativo baiano.

 

Edil das Novinhas

Você conhece o vereador das novinhas em Salvador? Pois bem, se não conhece, agora passa a conhecê-lo: Beca (PPS). Chegou a este site uma foto de uma faixa do edil como apoiador da festa das novinhas. Será que foi badalada?

 

Sobre a lista de Fachin na CMS

É unânime entre alguns vereadores ouvidos e assessores pela Câmara de Salvador: Waldir Pires não recebeu dinheiro e nem negociou com a Odebrecht. Comenta-se nos bastidores que outros membros do partido, inclusive alguns que já deixaram a sigla, se utilizaram do nome do ex-governador e ex-vereador para garantir um faz-me rir extra e a finalidade do dinheiro teria sido desviada. Já sobre os outros colegas citados, ninguém quer colocar a mão no fogo.

 

Passeio da fama

Você sabia que Salvador pode ganhar uma calçada da fama? Não?! Pois o vereador César Leite (PSDB) protocolou ofício na Câmara de Salvador no qual indica ao prefeito ACM Neto (DEM) a instalação de um passeio da fama no bairro do Comércio.  Até o nome é bem a cara do Brasil. Enquanto no exterior é “Calçada da Fama”, aqui é “Passeio da Fama”. Quem vai ser o primeiro a colocar seu registro?

 

Saia Justa

Na primeira Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde, o ministro da Saúde em exercício, Francisco de Assis Figueiredo, passou por uma situação constrangedora, no mínimo: após dar seu depoimento e dizer que defende o SUS, ouviu da plateia uma resposta imediata: "então, o senhor está no governo errado". Em seguida veio o já esperado coro de "Fora Temer". 

 

Eterno presidente

Veterano, o cerimonialista da Assembleia, Chico Raposo, proporcionou uns momentos de risos durante o lançamento da nova marca da Assembleia Legislativa. Na hora de anunciar o presidente na mesa, Angelo Coronel, por pouco não falou o nome completo do ex-presidente, Marcelo Nilo, o que causou risos da plateia e do próprio presidente. Em tom de gozação, Coronel disse que “entendia o cerimonialista e que bom que ele corrigiu a tempo”. Também, como Nilo ficou 10 anos na Casa, difícil controlar o ato falho. Freud explica!

 

Os Marajás

Em Camaçari a situação tá boa! Tem repercutido em todos os cantos os super salários acima dos R$ 30 mil embolsados por secretários da gestão de Antônio Elinaldo (DEM). A pressão é tanta que criaram até esse card que tem circulado as redes sociais nos últimos dias.

 

Vida que segue

Na Câmara dos Deputados os parlamentares baianos acreditam que a abertura de inquéritos no STF após as delações da Odebrecht não vão interferir na agenda governista. Para eles, a vida continua. 

 

Prefeito “Cigano” ataca novamente

A situação do prefeito "Cigano" de uma cidade da região metropolitana, figura carimbada desta coluna mais por dar munição do que por qualquer outra razão, não está nada boa. Entre seus aliados em postos estratégicos no Executivo e Legislativo está ficando com fama de que pede muito, executa pouco e não vale o desgaste. E ainda tem gente muito próxima a ele na gestão da cidade, gente da cozinha, que anda dando o que falar ou apurar. Neste sentido, a história recente da cidade mostra que a queda não tarda e não falha.

 

Zero

E no Extremo Sul da Bahia também tem prefeito novo fazendo, ou melhor, não fazendo nada. A expectativa dos seus eleitores que não foram agraciados com um cargo municipal e o clima é beligerante e o que se quer é a saída. Canavieiras, de fato, não tem dado sorte com administração municipal.

 

Novo ares

Se por um lado, não há acordo para votação das reformas propostas pelo governo Temer, por outro os deputados baianos, uma quantidade significativa deles, não escondem que as tratativas dos ministros de Temer tem sido muito mais agradável, palatável e resolutivo que as de quando Dilma estava na gestão.

 

Gato comeu?

Silvio Pinheiro, ex-Sucom e atual presidente do FNDE, concedeu entrevista exclusiva a este site. Entre os pontos analisados e anúncios feitos chamou atenção para um dado que, segundo ele, parece ter sido omitido pela gestão petista: o governo federal anunciou que faria seis mil creches, licitou três mil e entregou 70. Este é um modelo que não traz inspiração nenhuma.

 

Tranquilidade

No que depender dos deputados federais baianos que integram a aliança governista no estado, Rui Costa pode ficar tranquilo. Marcharão juntos e não haverá contestação sobre a cabeça de chapa. Já o corpo, leia-se senadores e vice, vai ser discutido com algum calor.

 

O céu é o limite

Por falar em Senado, duas informações sobre o PP baiano: tem gente defendendo Leão para a outra vaga, uma será de Jaques Wagner ao que tudo indica, e a outra ficaria com o atual vice. Já o PSD indicaria o vice. A outra informação é que conversa entre o prefeito de Feira, José Ronaldo, com o pepista para aderir ao partido nunca houve. Discutir política é outra coisa. Bom, tá dito, mas quando se discute política o céu é o limite.

 

In love

Contudo, é forte nos bastidores as informações de que Zé Ronaldo estaria de paquera com a gestão Rui Costa. Uma possível vaga na majoritária, com reais chances de vitória, diferentemente do que aconteceu em 2010, tem feito os olhos do chefão de Feira de Santana brilharem. Não se assuste se Zé Ronaldo surgir como vice de Rui aí...

 

Cascou fora

O secretário de Planejamento, Desenvolvimento, Trabalho e Meio Ambiente de Mata de São João, Joel Feldman, não aguentou a pressão recebida durante a audiência pública promovida pela oposição do município em Praia do Forte, na tarde desta quarta (19). Após disparar críticas contra a Embasa, atual administradora do sistema de abastecimento de água e esgoto da cidade, Feldman foi questionado sobre as informações que envolvem a criação da empresa pública que deve substituir a Embasa, no entanto não suportou a enxurrada de perguntas e, em bom baianês, caiu fora da reunião.

 

COMENTÁRIOS

jumento - 20/04/2017 - 08:16
Ja vai tarde estou com neto em 2018

Carregar mais comentários.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Infraestrutura

Bahia investe R$ 1 bi em obras e ações estruturantes no primeiro semestre

Esporte

Bahia se reapresenta de olho no duelo com o Vasco