Conquista: Herzem Gusmão lança pacote de medidas para conter gastos


Por Guilherme Reis | Fotos: Reprodução

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), lançou nesta terça-feira (10) um pacote de medidas para controlar gastos do Executivo municipal, que destina mais de R$ 20 milhões por ano para pagar horas-extras e gratificações aos servidores. Segundo o peemedebista, muitos desses pagamentos são feitos de maneira indiscriminada, e, apenas com horas-extras, são gastos mais de R$ 800 mil por mês, representando mais de R$ 9,5 milhões por ano.
 
"A prefeitura tem R$ 24 milhões de folha, que é algo que preocupa. Vamos implementar uma reforma administrativa e um recadastramento e estabelecer um corte linear. Precisamos acabar com a cultura com a hora-extra, é uma sangria", disse ao Bocão News
 
As gratificações, que atingem R$ 900 mil por mês e R$ 11 milhões por ano, também entrarão no corte. O alcaide garante, entretanto, que os servidores que prestam serviços essenciais não serão afetados. O peemedebista também falou sobre as despesas com aluguel de imóveis, luz e água. "Vamos buscar prédios desocupados pelo governo do Estado para reduzir o valor do aluguel. Vamos controlar também o consumo do combustível, o que antes não acontecia", completou. A estimativa é economizar mais de R$ 20 milhões.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Conquista: opositor, Fabrício Falcão vai “ajudar” Herzem com Rui

Política

Senadores dobram gastos com funcionamento de gabinetes

Política

Conquista: prefeitura gasta 85 mil litros de combustível e R$ 1,1 milhão de luz