Acusado de matar a avó a facadas e marteladas alega não lembrar de nada


Por Diego Vieira | Fotos: Diego Vieira/BNews

 
Em um fim de semana com 32 homicídios registrados em Salvador e na Região Metropolitana, um caso chocou os moradores do edifício Verona, localizado no bairro de Patamares, na capital baiana, na noite de sábado (04). Um jovem identificado como Cayuri Delano de Vasconcelos Bezerra Lima, de 20 anos, é acusado de ter matado a avó a facadas e marteladas e ter deixado o marido dela ferido durante uma discussão. As vítimas foram identificadas como Rosana Maria Vasconcelos Moreira Lima, de 55 anos e Francisco Moreira Lima Filho.
 
 
Após cometer os crimes, o suspeito teria cortado a rede de proteção da janela e se jogou do quarto andar do prédio, porém teve a queda amortecida por uma vegetação. Ele que seria apresentado na manhã desta segunda-feira (07), no Departamento de Homicídio de Proteção à Pessoa (DHPP), foi preso em flagrante na noite do crime e encaminhado para o Complexo Penitenciário Lemos Brito, após ter a prisão preventiva decretada nesta segunda.

De acordo com a delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), o jovem alegou não lembrar do que aconteceu na noite do crime. "Ele disse que não se lembra do que ocorreu naquela noite. Segundo ele, a única coisa que se recorda é de ter pulado da janela", relatou. Ainda segundo a delegada, Cayuri Delano passou por exames psiquiátricos para saber de existe algum tipo de transtorno psicológico. "Os exames já foram feitos e a partir dos resultados teremos a comprovação ou não de que ele sofre de algum distúrbio mental ou se cometeu os crimes sob efeito de drogas", disse a titular que ainda afirmou que o suspeito faz uso de maconha. 
 
 
O corpo Rosana Maria Vasconcelos segue no  Instituto Médico Legal e Francisco Moreira passou por uma cirurgia no Hospital Geral do Estado (HGE)  e foi transferido para o Hospital Português, mas não teve o estado de saúde divulgado.

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS