Testemunhas prestam depoimentos sobre morte de argentino em Morro de São Paulo


Por Redação Bocão News

Marcelo Gabriel Rey e Henrique Pereira Pinto
 
 
Na manhã desta quinta-feira (3), três pessoas começaram a ser ouvidas sobre a morte do argentino Marcelo Gabriel Rey, 38 anos, ocorrida em Morro de São Paulo, no município baiano de Cairu.
 
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), equipes da Polícia Civil já identificaram o autor como sendo José Henrique Pereira Pinto, 37 anos, carioca, que trabalhava nas praias da região vendendo chocolate. 
 
Um relato da briga foi publicado na página oficial do bar, no Facebook. A publicação detalha que tudo aconteceu na Segunda Praia. "Até agora o que sabemos é que (ele) estava no bar Pedra Sobre Pedra, na Segunda Praia, que discutiu com alguém, que brigaram, que bateram nele até desmaiar e depois bateram mais no chão até matá-lo", diz.
 
Segundo a titular da Delegacia Territorial de Cairu, Argimária Freitas de Sousa Soares, Henrique responderá por lesão corporal seguida de morte. 
 
“Sabemos que o agressor fugiu de Morro de São Paulo utilizando uma lancha. Ele dizia ser ex-agente público da secretaria da Segurança Pública do Espírito Santo”, disse a delegada acrescentando que Henrique tem passagem na polícia por causa de uma briga em Arraial D'Ajuda, em 2011. 
 
O corpo do argentino foi liberado na tarde de quarta-feira (2), pela unidade do Departamento de Polícia Técnica de Valença, após perícia que apontará a causa da morte. A retirada foi realiza por integrantes do Consulado da Argentina na Bahia.
 
 
Matéria relacionada
 

 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS