Caso Victor Ramos: diretor do Vitória diz estar tranquilo sobre julgamento


Por Redação Bocão News

 
 
O diretor jurídico do Vitória, Augusto Vasconcelos, comentou sobre a antecipação do julgamento do recurso impetrado pelo Internacional no Tribunal Arbitral da Esportes (TAS ) em relação ao caso Victor Ramos. 
 
“O que o Inter tem feito é uma tentativa de reverter um resultado de campo através de uma gincana jurídica. Nós fizemos os procedimentos de acordo com a orientação da CBF. A ação do TAS ela é contra a CBF e o Vitória aparece como um terceiro interessado. Estamos absolutamente tranquilos”, disse Vasconcelos ao Correio do Povo.
Augusto afirmou que não teme que o Vitória seja rebaixado com a decisão do TAS. “O nosso planejamento está mantido. Temos convicção de que não haverá qualquer mudança”, revelou. 
 
A Corte Arbitral do Esporte (CAS) atendeu o pedido do Internacional e antecipou a audiência sobre o Caso Victor Ramos. A data para o julgamento da suposta inscrição irregular do jogador pelo Vitória, que pode recolocar o Colorado na primeira divisão do futebol brasileiro ocorrerá no dia 4 de abril, uma terça-feira. 
 
Enquanto Vitória e CBF tentava protelar o processo para que o encontro ocorresse depois do início da segunda divisão, não dando ao Inter possibilidade de retorno à elite através da decisão da Corte, o clube procurava antecipar ao máximo.
 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Esporte

Vitória descarta acerto com destaque do Campinense

Esporte

Vitória leva vantagem nos Ba-Vis da Copa do Nordeste

Esporte

Vitória é denunciado pelo TJD-BA por copo atirado em campo no Ba-Vi

Esporte

Nunca vivi esse momento de em duas semanas ter quatro clássicos, diz Fred