Ex-apresentadora da TV Aratu desabafa nas redes sociais: não me alinho ao perfil


Por Redação BNews | Fotos: Reprodução

A ex-apresentadora do telejornal da TV Aratu, Carla Araújo, que foi demitida na última sexta-feira (14), após 24 anos de trabalho na emissora, falou pela primeira vez sobre sua saída. Na verdade, Carla fez um desabafo nas redes sociais e contou porque foi demitida. Segundo ela, já não mais se encaixava no perfil que a emissora traz nos últimos anos. E apontou que a emissora tem feito cortes de custos, passando por uma “fase de reestruturação”.

Apesar de não se encaixar mais nesse novo padrão, a ex-apresentadora quis deixar claro que fez mudanças significativas nessa nova fase da emissora.

Ao final, Carla lamentar ter se dedicado “excessivamente” à emissora, nestes 24 anos em que trabalhou na TV Aratu.

A jornalista disse ainda que “seguirá o fluxo” e aguardará novas oportunidades.

Leia:

 

Caros amigos,

Deixei passar o calor e a repercussão da notícia pra me pronunciar por aqui. O texto é um tanto extenso, mas o momento pede que seja assim.
É inevitável começar agradecendo as centenas de manifestações de carinho e respeito desde a última sexta-feira, quando fui comunicada da rescisão de meu contrato com a TV Aratu. A cada um que me liga ou manda mensagens, a minha gratidão. É este reconhecimento que me move.
Justificativas são as que menos importam neste momento, mas as pessoas cobram. Principalmente o público, tão querido, que esperava e ouvia o meu “boa noite” todos os dias.
Bem, a verdade mesmo é que a Aratu passa por uma fase de reestruturação, de cortes de custos. Mas, minha saída se deve, principalmente, ao fato de eu não me alinhar ao perfil atual da empresa, como muitos já sabiam. Um novo ciclo começa naquela emissora, em que, nos últimos anos, eu e minha equipe vínhamos tentando manter o nível de um jornalismo de qualidade.
Portanto, encerro meu tempo na TV Aratu com serenidade e a tranquilidade da sensação de dever cumprido, tendo realizado inúmeros projetos de sucesso - já que conquistei na empresa um crescimento de repórter iniciante a Gerente de Jornalismo, mais alto cargo da hierarquia da área.
Não conseguiria citar todos os nomes dos que me ajudaram no desafio de fazer jornalismo isento com equipe tão enxuta em mais de duas décadas. Muitos dos meus ainda estão lá na labuta, que é corrida e intelectualmente intrigante. Prefiro apenas agradecer a confiança na minha orientação do que seria, ou não, relevante pra quem estava do outro lado da tela.
A minha vida profissional é marcada, então, não só pela credibilidade de minha imagem como também pelo gerenciamento de talentos. Formei, com muito orgulho, dezenas dos profissionais que estão espalhados por redações do estado e Brasil a fora.
Com esse novo modelo sendo instalado, pude, nos últimos anos, me dedicar mais ao Aratu Notícias e à minha imagem enquanto apresentadora. Programa mais tradicional da casa, o AN é um filho concebido coletivamente, com uma equipe guerreira, criativa e ética. Passando por diversos cenários e formatos, tivemos de nos reinventar para deixar de ser apenas um telejornal. E conseguimos. Quebramos paradigmas, eu saí da bancada, fiquei de pé e passamos a interagir cada vez mais com o telespectador, como pedem os nossos tempos de hoje.
Tenho certeza de que me adaptei a todas as inovações, sempre e exclusivamente dentro dos meus limites éticos e de manutenção da credibilidade da emissora, além da minha própria.
Me dediquei mais de 20 anos à Aratu; talvez excessivamente. Aconselho a todos, especialmente às mães jornalistas, que coloquem a família em primeiro lugar. Quantas vezes eu cheguei atrasada nas festas de escola de meu filho, Matheus Pastori, em função dos compromissos como executiva e apresentadora. Por consequência, ele cresceu naqueles corredores, felizmente desenvolvendo um talento nato para a profissão, de que tanto me orgulho.
E agora? Agora é seguir o fluxo e acreditar que todas as qualidades atribuídas a mim pelo mercado e pelo público são credenciais para continuar minha carreira. Quem me conhece sabe que tenho muita fé e resiliência.
Aos colegas da TV Aratu, boa sorte e a certeza de meu compromisso até último minuto não só com a empresa, mas principalmente com as pessoas que a constituem.
Até breve!
Um beijo, com carinho
Carla 
 

 

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

   Presidente do BNDES pede demissão do cargo

Política

Filho de Sergio Cabral é demitido da Vinci Partners, diz coluna

Polícia

ES inicia processo de demissão de 161 PMs que aderiram à paralisação

Política

Governo federal demite 6 mil servidores públicos por atividades contrárias à lei