Suposto namorado de Emílio Santiago pede pensão na Justiça


Por Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UERJ), Márcio Tadeu Ribeiro Francisco, alega ter sido parceiro conjugal do cantor Emílio Santiago por 18 anos, de acordo com a coluna de Leo Dias, do jornal O Dia. Segundo o colunista o professor deu entrada na Justiça para ter direito a pensão. O caso está na 4ª Vara de Família do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
 
Márcio Tadeu luta para que seu relacionamento seja considerado como uma união estável e possa receber uma pensão. Não se sabe o valor da herança deixada por Emílio Santiago, mas o cantor era dono de imóveis pelo Brasil e um apartamento em Nova York, nos Estados Unidos, além de carros e joias. Alcione e Leny Andrade são testemunhas da relação no processo.
 
Emílio Santiago morreu no dia 20 de março de 2013, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC).

COMENTAR

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.

RELACIONADAS

Política

Justiça mantém bloqueio de bens de Eduardo Cunha e esposa

Polícia

Três anos depois, Justiça ainda investiga morte de gerente em Buraquinho

Justiça

Justiça nega habeas corpus a Américo Neto que matou namorada em Conquista

Eleições 2016

Feira de Santana: Zé Neto e Zé Ronaldo têm evolução patrimonial em 4 anos