Com milhares de fãs, Livinho é retrato de rebeldia e encrenca em forma de cantor

| por Tiago Di Araujo*

Oliver Decesary Santos é um jovem de 23 anos, que ficou nacionalmente conhecido como MC Livinho e se tornou um sucesso do funk brasileiro. Nascido e criado na zona norte de São Paulo, tem uma história de conquistas, começando a trabalhar ainda quando criança, época que também se tornava um bom violinista ao estudar música na igreja que frequentava, onde também já dava sinais de que se alcançasse o sucesso, não seria nenhuma surpresa, e que tal status lhe subisse à cabeça. 
 
Após muito trabalho, o "estouro" de MC Livinho chegou no ano passado em tamanho nacional. Mas, juntamente com o sucesso, vieram as confusões. Em Minas Gerais, após atrasar quase 3 horas para um show na cidade de Divinópolis, agrediu um fã que reclamou da demora. Em vídeo, que ganhou as redes sociais na época, o funkeiro aparece dando um tapa no rosto do fã e ainda fez gestos obscenos para os outros que lhe aguardavam. 
 
Meses depois, Livinho causou a revolta dos fãs novamente ao faltar um show em Rondonópolis, no Mato Grosso. Sua ausência provocou a depredação da casa de shows. Os fãs jogaram cadeiras e outros objetos no palco, danificando alguns equipamentos e um painel de LED.
 
Recentemente, há poucos dias, o MC foi parar na delegacia. Dessa vez, o palco da sua confusão foi o município paradisíaco de Jericoacoara, no Ceará. De acordo com o delegado Flavio Artur Novaes, o funkeiro levou uma bronca do guia turístico por estar dirigindo em zigue-zague, conduta proibida no local, e teria se exaltado por ter sido confrontado pelo dono da empresa de veículos. Sem concordar com a reclamação, Livinho partiu pra cima do funcionário. A assessoria negou e disse que o cantor e seu empresário Rodrigo Oliveira foram para a delegacia para fazer um boletim de ocorrência após notarem o sumiço de correntes de ouro do cantor.
Mas, além das brigas ao longo da curta carreira, o comportamento de Livinho nas redes sociais demonstra rebeldia assustadora para um cantor com milhares de fãs adolescentes e até crianças. Publicações com gestos obscenos e de incitação à violência são comuns nos perfis do cantor. 
 
As últimas bobagens compartilhadas foram dois vídeos que descrevem bem sua personalidade. Em um ele aparece se jogando em cima do público no show. Até aí tudo bem. Grandes ídolos do rock faziam isso frequentemente - e ainda fazem. O problema é que boa parte da plateia era formada por mulheres, o que acabou provocando correria e uma grande confusão no local. Já no segundo vídeo, o funkeiro esbanja bebidas e notas de dinheiro, sem contar a legenda usada "xoxotas e putas". 
 
 

Grita que nos pula caraiooooo 🔥🔥🔥🔥🇧🇷 aqui é o brasil Porraaaaaaaaa

Uma publicação compartilhada por Mc Livinho (@mc_livinho) em

 

Pussies and whores 🔥🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

Uma publicação compartilhada por Mc Livinho (@mc_livinho) em

 
Enfim, ele pode ter talento, pode fazer uma música bacana (por sinal, eu até gosto) e ter inúmeros fãs, afinal, acumula quase 5 milhões de seguidores em apenas uma rede social, o Instagram. Mas, custo a acreditar na longevidade da carreira do jovem cantor. Apesar de que, do jeito que ele exibe a grana, pode parar hoje mesmo de cantar e não deve precisar de ninguém, muito menos dessa opinião. Porém, já está dada.
 
*Tiago Di Araújo é jornalista e repórter de entretenimento do BNews

COMENTAR

MAIS ACESSADAS

São João

Confira a programação gratuita do São João nas principais cidades da Bahia

Polícia

Turista é vitima de estupro coletivo na praia da Barra

São João

Vídeo: fã agarra Simaria à força e leva soco de Simone durante show em Amargosa

Polícia

Mulher é assassinada com disparos de arma de fogo no bairro da Liberdade